Ícone Menu
logo logo Avaliar grátis!
Como fazer a cirurgia de catarata pelo SUS? Entenda!

Como fazer a cirurgia de catarata pelo SUS? Entenda!

Sabia que a cirurgia de catarata é um dos procedimentos que podem ser feitos pelo SUS? Veja o que você precisa para conseguir fazer a cirurgia sem custos.

Entre os procedimentos que podem ser feitos gratuitamente pelo SUS, o Sistema Único de Saúde, está a cirurgia de catarata. A operação consiste na substituição do cristalino do paciente, responsável pela chegada de luz à retina e formação da imagem.

O portador da catarata sofre com seus sintomas progressivamente, podendo chegar à cegueira completa. Felizmente, essa cegueira é reversível, desde que seja feito o tratamento adequado – no caso, somente a cirurgia tem esse resultado.

Procedimentos cirúrgicos podem ter um custo bem elevado, o que é um obstáculo para boa parte da população. No entanto, a cirurgia de catarata pode ser feita pelo SUS, garantindo o atendimento necessário ao paciente, sem que seja preciso desembolsar uma alta quantia de dinheiro.

Quer fazer a cirurgia de catarata pelo SUS? Saiba quais são os passos para conseguir realizar o procedimento e entenda quais são os requisitos necessários.

O SUS faz cirurgia de catarata?

Sim, o paciente que depende da saúde pública pode, sim, fazer sua cirurgia de catarata pelo SUS.

Normalmente, para que uma cirurgia seja realizada pelo sistema de saúde pública, ela deve ter finalidade funcional, assim como algumas que são cobertas pelos planos de saúde. Cirurgias estéticas, como as plásticas, ficam de fora.

Sendo um procedimento inteiramente funcional, a cirurgia de catarata é oferecida pelo SUS, devendo beneficiar o paciente que precisa do tratamento para recuperar a boa condição de sua visão.

Quem pode fazer a cirurgia de catarata pelo SUS?

Qualquer pessoa que seja diagnosticada com catarata pode fazer a cirurgia pelo SUS. Para isso, é necessário que o paciente esteja cadastrado no Sistema Único de Saúde e tenha a indicação médica de um profissional especialista – no caso, um oftalmologista.

Diabéticos, hipertensos e portadores de outras doenças autoimunes também podem se submeter à cirurgia, porém, as comorbidades devem estar controladas.

Como conseguir a cirurgia de catarata pelo Sistema Único de Saúde?

Um dos requisitos para conseguir realizar a cirurgia de catarata pelo SUS é ter o cadastro no sistema de saúde pública. O cadastro é totalmente gratuito e pode ser feito facilmente pela internet, pelo site ConecteSUS, ou aplicativo, disponível para Android e iOS.

Além disso, é fundamental que o paciente tenha a indicação médica para a cirurgia. Sem esse documento, a realização do procedimento se torna inviável.

Sendo assim, com o cadastro no SUS já feito, basta agendar uma consulta com um médico oftalmologista. O profissional dirá se o processo cirúrgico é o tratamento mais indicado para o seu caso, considerando, principalmente, as suas condições de passar por este tipo de intervenção.

Ele também avaliará seu histórico de saúde e outras particularidades para, assim, recomendar ou não a cirurgia. Depois de realizar todos os exames pré-operatórios, você já terá a indicação médica. Assim, é só aguardar o agendamento do procedimento.

Como é feita a cirurgia de catarata?

A catarata afeta diretamente o cristalino, a lente natural dos olhos, deixando-a opaca. Uma vez que essa lente é a responsável pela chegada de luz na retina e pela formação da imagem, a visão do paciente também é afetada.

Desta forma, a cirurgia consiste na substituição do cristalino por uma nova lente artificial intraocular (LIO), o que permite que o paciente volte a enxergar.

A cirurgia de catarata pode ser feita a laser ou também por facoemulsificação. Abaixo, entenda melhor como funciona cada uma das técnicas.

Cirurgia de catarata a laser

A cirurgia de catarata a laser é um procedimento moderno e também mais caro. Nela, o laser é utilizado para fazer um pequeno corte no globo ocular do paciente, com 2,5 mm, aproximadamente. Por este corte, é colocada uma cânula (pequeno cano) ligada a um aparelho ultrassônico, que chega até o cristalino, o quebra e o remove.

Por meio de outra cânula, a nova lente é inserida, fazendo com que o paciente volte a enxergar em pouco tempo.

Cirurgia por facoemulsificação

A cirurgia de catarata por facoemulsificação é a mais tradicional e mais utilizada pelos médicos. Trata-se de um procedimento de baixo risco, seguro, prático e indolor, além de proporcionar uma rápida recuperação.

Ela é muito semelhante à cirurgia a laser, se diferenciando no momento do corte no globo ocular do paciente. Enquanto o corte é feito com um laser na outra técnica, a facoemulsificação usa um bisturi.

O restante do procedimento é da mesma forma – uma cânula quebra o cristalino opaco e o retira, e depois, uma nova cânula coloca a lente artificial.

O que fazer se o SUS negar a cirurgia?

Infelizmente, a negativa de atendimento no SUS ainda pode acontecer, mesmo que o paciente cumpra todos os requisitos necessários. Em uma situação como essa, a prática pode ser considerada abusiva, já que o Sistema Único de Saúde deve, sim, realizar a cirurgia em questão.

Vale saber que o mesmo é válido para quando a cirurgia é autorizada, mas o tempo de espera para a realização do procedimento é muito longo.

Ao ter a negativa, o paciente deve receber uma certidão que comprove a recusa do atendimento. É importante que esse documento seja fornecido ou solicitado o quanto antes, uma vez que ele pode ser útil para futuras medidas.

Com a certidão em mãos, uma das alternativas do paciente que foi prejudicado pela negativa da cirurgia é entrar com uma ação contra o SUS e pedir uma liminar. Trata-se de uma decisão judicial feita em situações urgentes, sem a qual você terá que esperar um longo tempo pelo resultado definitivo.

Dependendo da sua cidade, é possível consegui-la em até 48 horas, apenas. Porém, tudo depende do juiz responsável pela decisão.

Outra possibilidade é reclamar junto à Ouvidoria Geral do SUS, ligando no telefone 136. A reclamação também pode ser feita online, pelo Fala.br.

Quer saber se você foi vítima de uma prática abusiva do SUS? A JusVita pode te ajudar! Somos uma empresa especializada em auxiliar o paciente que teve ou está com problemas com o Sistema Único de Saúde ou com sua assistência médica.

Para começar, responda gratuitamente o nosso formulário de avaliação. Depois, envie as fotos dos documentos solicitados, bem como dos comprovantes relativos à negativa de atendimento.

Feito isso, nossa equipe fará a análise completa do seu caso e, ao terminar, entrará em contato com você em até 24 horas.

Quer saber mais sobre como podemos te ajudar? Então, entre em contato conosco pelo telefone (11) 93023-7616 ou escreva para [email protected]

Importante!

Esse texto tem caráter informativo e busca orientar consumidores sobre seus direitos. Somente um advogado é capaz de oferecer atendimento jurídico.

Caso seja necessária alguma retificação desse conteúdo, por favor, entre em contato pelo e-mail [email protected]

Gostou do conteúdo? Compartilhe!